Oi pessoal! Primeiro gostaria de me apresentar...

Meu nome é Rafaela, tenho 17 anos, e adoro ler de tudo – tanto que não tenho um gênero literário favorito. Eu diria que passo por ''fases literárias'', pois há épocas que estou afim de muitos romances, e há épocas em que quero ler clássicos, ou muita aventura, e, diria ainda, que minha ''preferência literária'' também varia de acordo com o meu humor. E é justamente por ser tão eclética quando se trata de livros que vou debater com vocês mensalmente sobre diversos gêneros e movimentos literários.

Literatura em Movimento: coluna que consiste em apresentar, argumentar e discutir de forma opinativa sobre os mais variados gêneros e movimentos literários existentes.
Será ofertada mensalmente pela Rafa.
 
 
 
Para começar resolvi falar de um gênero que foi um dos meus favoritos entre o fim de 2010 e o início desse ano: O Chick Lit. O chick lit é um gênero moderno, conhecido como ''literatura de mulherzinha'', onde os livros são na maioria das vezes escritos por mulheres, e tem como público alvo as mesmas. Os assuntos abordados no gênero são diversificados... vão de trabalho à traição, ou aborto, consumismo e até mesmo vícios. Eu costumo dizer que o Chick lit aborda o dia-a-dia das mulheres comuns de uma forma leve e divertida, mas com alguns toques de drama.

Há quem diga que o gênero não passa de ''lixo literário'', algo que eu realmente não entendo. Já cheguei a pensar que talvez seja por abordar temas simples, ou porque na maioria das vezes os livros – aparentemente – não passam nenhuma mensagem grandiosa para o leitor. Mas ora! Todos os movimentos literários abordam a sociedade na determinada época em que foram escritos, seja criticando ou apenas relatando de alguma forma como era a sociedade do ponto de vista do autor. Então faz todo o sentido que o Chick Lit nos apresente, vez por outra, uma protagonista viciada em compras ou viciada em drogas, ou ainda uma desesperada por marido/namorado, afinal, não são esses alguns dos grandes males da nossa sociedade hoje em dia? Por isso eu acho o gênero tão interessante, diferente da maioria dos livros de autoajuda tão bem vendidos e falados atualmente. A intenção do Chick Lit não é te dizer o que fazer pra superar seus vícios ou medos, é só um relato como alguém foi capaz de se livrar de um vício, ou como teve ou não seu final feliz ao lado do ''Príncipe Encantado''. Este é, aliás, mais um ponto que eu gosto nos Chick Lits, o de que nem sempre a protagonista precisa estar com um homem no final para ser feliz. Muitas vezes elas acabam encontrando a felicidade consigo mesmo. E não é que não haja crítica ou alguma mensagem nisso tudo, pois as críticas estão lá, e as mensagens também estão presentes... basta você perceber.


Outro ponto que eu gosto bastante nos Chick Lits é que os livros costumam ser bastante divertidos, mesmo quando abordam temas dramáticos, porque apesar de eu também adorar drama, gosto muito de dar umas boas risadas. Então, mesmo se o livro não vier a acrescentar absolutamente nada na minha vida, pelo menos eu sei que irei me divertir. Claro que isso vai das preferências de cada um... enquanto algumas pessoas preferem não perder tempo lendo livros com temáticas ''fúteis'', outras querem ler só para terem um divertimento ou passar o tempo.

Algumas escritoras famosas de Chick Lit:
Meg Cabot: Os livros de Meg costumam ser bastante divertidos, e são voltados principalmente para o público infanto-juvenil e jovem-adulto – ela também escreve livros adultos, no entanto, usa seu nome do meio, ''Patricia'' –. Eu já fui super fã da Meg, mas cansei dos livros dela de uns tempos para cá, acho que justamente por se tratarem de livros mais ''simples''.
Marian Keyes: Marian é a minha escritora de Chick Lit favorita! Seus livros abordam temas bastante dramáticos, como vício, aborto, traição e etc. E por tratarem de assuntos mais ''pesados'' eu não recomendaria os livros dela para alguém com menos de 14 anos.
Sophie Kinsella: Seus livros são voltados para o público adulto, e são muito divertidos também, porém, são livros que apenas divertem, pois não acrescentam em nada. Ou como eu costumo dizer: ''são bons pra passar o tempo''.
Paula Pimenta: Uma das poucas escritoras de Chick Lit brasileiras, conhecida como a Meg Cabot brasileira. Seus livros (assim como os da Meg) são voltados para o público infanto-juvenil e jovem-adulto, e apesar de eu só ter lido os quatro livros da série Fazendo Meu Filme até o momento, achei o enredo super-fofo. Com certeza vou ler mais alguns em breve.
Leila Rego: Outra autora brasileira, escritora dos livros ''Pobre não tem sorte I e II'' e do ''Amigas (im)Perfeitas''. Eu ainda não li nada da autora, mas tenho bastante interesse, e pelo que li por aí, acho que talvez ela possa ser considerada a Sophie Kinsella brasileira.


E vocês, já leram algum Chick Lit? Se sim gostaram? Se não, dariam uma chance? Espero que tenham gostado da coluna! Comentem o que acharam, e até o próximo mês.


Rafaela Lopes

22 Comentários

  1. Oi Rafa!

    Parabéns, nossa que post legal! Amei! (:
    O único que eu li do gênero pelo que me consta foi Anna e o beijo francês, é super fofo <3 Então, como você pode ver não é um doa meus gêneros favoritos, mas sempre estou aberta para as novidades!

    Das autoras que você citou logo acima, conheço todas, sendo que ainda não li nenhum livro delas :/

    Beijos :*
    Natalia.

    ResponderExcluir
  2. Oi Rafa, que bom te ver de volta a blogosfera literária, mesmo que como colunista.

    Adorei o post, gosto bastante de chick-lits, muita gente tem preconceito mesmo em relação a esse gênero mas com certeza não pode ser considerado "lixo".

    Dentre as autoras citadas eu adoro a Meg Cabot e a Paula Pimenta, e as outras ainda não tive oportunidade de ler. Sou louca pra ler livros da Sophie Kinsella, todo mundo fala muito bem dos livros dela.

    Aguardando o próximo post (:

    Beijo;*
    Naty.

    ResponderExcluir
  3. Adorei a coluna.
    Não vou dizer que é o meu gênero favorito de leitura, mas até que eu gosto rs
    Eu gosto de alguns, dos que você citou eu li apenas os da Meg Cabot, a série A Mediadora.
    Eu li também por que é sobrenatural e eu AMO sobrenatural *-* haha
    Eu não tenho preconceito com nenhum gênero literário, já li um pouco de tudo, mas tenho minhas preferências rsrs
    Beijinhos,
    http://fulanaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oii!!
    Gosto bastante de Chick-lits, mas assim como você meu gênero favorito varia, e não apesar de não estar em um momento chick-lit, meu último post foi exatamente sobre a Meg. Adoro os livros dela, apesar de não estar acompanhando as novidades literárias da autora, nunca esquecerei dos livros dela que já li e dei boas risadas com os mesmos. Acho que agrada a poucos por não ter uma lição por trás de tudo, ou algo emocionante sei, é literatura boa, mas para passar tempo, e comigo, funciona perfeitamente. Tem alguns que até viraram meus livros favoritos, rs. Nunca li nada da Sophie K. nem das autoras brasileiras citadas. E da Marian Keyes li apenas Férias, livro que gostei bastante por sinal, haha.
    Beijo!!

    ResponderExcluir
  5. Adorei a nova coluna, muito legal o primeiro post! :)
    Não tenho paciência com gente que pensa que certos gêneros literários são lixo ou derivados. Sério, cada um lê o que quiser, acrescentando alguma coisa ou não em nossa vida após a leitura.
    Adoro chick lit :}
    Infelizmente sou pão dura e ainda não li nenhum livro da Marian Keyes, mas tenho muita vontade! Até poderia ler o ebook, mas os livros são tão fofos que quero ter na estante hahahaah

    Tourner la Page

    ResponderExcluir
  6. Nossa, que coleção linda de Meg Cabot é essa, que invejinha. Então, adorei o tema, não sabia o que era, na verdade já tinha ouvido falar, só que nunca procurei saber qual era o significado. Estou lendo um livro da Meg, e sinceramente, adoro o jeito que ela escreve, e entra muito no mundo feminino, beijos.
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. post fantástico, estou lendo um livro de paula pimenta (fazendo o meu filme) ele e fantástico muito gostoso de ler.
    Da uma passadinha no meu blog ?
    -> Estilo 4 U

    ResponderExcluir
  8. Nossa, todos esses livros da Meg são seus!!!
    Já to com inveja aqui rs rs, mas tbm fico feliz por você ;)
    E eu amo os livros da Meg, ela consegue escrever tantas estorias diferentes e não cai o nivel nunca

    Beijos
    @pocketlibro
    http://www.pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Já houve época que gostei dessa literatura, principalmente da Meg, mas hoje em dia sou mais fã de livros de suspense e policial :)
    Mas alguns livros de Chick Lit são muito bons e abordam assuntos bem interessantes.

    http://autoracarolinaribeiro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. oiii.
    convido vc a entrar na minha pagina no face dos gatos guerreiros, lah da pra entrar no cla e vc pode ganhar um nome de guerreiro se quiser!
    www.facebook.com/gatosguerreiros
    bjs, vc vai adorar =D

    ResponderExcluir
  11. Muito bom o post. Realmente este é um genero muito famoso e reconhecido, apesar de não ser o meu preferido. Eu leio de vez em quando e até acabo gostando. Adoro a Marian Keyes e estou bem curiosa pra ler Sophie Kinsella e Paula Pimenta. Já a Meg Cabot li dois e não gostei :S
    boa semana
    ;*

    Red Behavior

    ResponderExcluir
  12. Eu sou fã de carteirinha dos chick-lits, acho eles maravilhosos, uma ótima diversão.
    Não concordo com quem diz que é lixo literário, pra mim é um estilo mais do que válido!
    Adorei a nova coluna. :)

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  13. Nunca li nada da Meg, mas tenho dois livros dela aqui em casa pretendo ler muito em breve rsrs

    Beijos.
    Guilherme.
    http://umcompulsivoleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. ja tentei ler um livro de mulherzinha, muitos resvalam na auto ajuda barata, mas ha quem goste

    ResponderExcluir
  15. Olá Rafaela,
    Que coluna interessante. Vou ficar aguardando as próximas.
    Para ser sincero, nunca li chick lit. Mas acho a maior bobagem falarem mal do genero.
    Eu leio por que gosto. É entretenimento. Mesmo quando leio clássicos, não o faço esperando por uma grande lição de vida. É lazer mesmo.
    Não entendo pq tem pessoas que insistem criticar livros que não sejam "cult". Ou que criticam quem lê qualquer outro genero literário.
    Abraço,
    Alê
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Não sou muito fã de chick-lits rs, deve ser pelo fato de ter lido somente 1, que não foi nenhum desses autores. Entretanto, possuo dois livros da Meg Cabot, só me falta tempo para poder lê-los.

    David - Leitor Compulsivo

    ResponderExcluir
  17. Ei Rafaela o/
    Primeiro, parabéns pela coluna :)
    Bom, uns criticam Chick-lit, pelas altas doses de clichê... Mas eu adoro um. É tão bom ler um livro leve assim para descontrair às vezes, ou intercalar com um livro pesado :)
    Estou esperando o próximo post ^.^

    Beijos
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. dificilmente eu leio chick-lit ^^' só mesmo quando alguem me indica fortemente e me empresta xD

    http://himi-tsu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi, Rafa.

    Amei sua coluna! =)

    Estava conversando sobre chick-lits com uns amigos (jovens escritores) por esses dias - coincidência, né? Eu AMO chick-lit! Mas não gosto quando são muito fúteis, aliás, nem todos são fúteis.

    Comprei três livros da Marian Keyes e me arrependi; ela só conta piada suja, coisa que eu detesto, nem consegue me fazer rir. Agora, fiquei com uma vontade enorme de ler os livros da Sohpie - e olha que eu só li um trechinho de "Menina de Vinte" na livraria, hein?

    Ansiosa por sua próxima postagem!

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Venho aqui exclusivamente para te convidar para participar do sorteio que estarei realizando juntamente com o blog Daily of Books, em comemoração ao 1º aninho desse super blog que é um grande parceiro dos novo autores nacionais.
    O sorteio acontecerá dia 15 de dezembro e valerá meu livro "Raptores 2" e os ebooks "Tempo Paralelo" e "Romances em Fragmentos" - tá muito fácil de concorrer ^^
    Acesse: http://patkovacs.blogspot.com.br/2012/11/promo-1-ano-do-blog-daily-of-books.html
    E boa sorte \o/

    ResponderExcluir
  21. Olá, seu blog é Ótimo...
    eu procurei igual uma doida sobre gêneros literários, existem tantos que me deixa tonta, seguindo e esperando ansiosa pelos outros posts...

    Seguindo, segue de volta?

    Bjuus

    osuficientee.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Vou começar a ler este gênero ainda, adorei o seu post... estou seguindo
    Beijos

    http://geehzbookshelf.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Boas sugestões e opiniões construtivas são sempre bem-vindas. Obrigada por sua visita!