"Siga seus instintos. É aí que a verdadeira sabedoria se manifesta." 
(Oprah Winfrey)

Nina Sankovitch
Neste dia especial, gostaria de poder homenagear uma infinidade de personalidades femininas, seja àquelas que amo, ou as guerreiras que me inspiram a cada dia, ou ainda as personagens cativantes que conheci em universos paralelos (com o mundo cinematográfico, literário, das séries de TV, etc). Mas decidi ceder espaço neste dia internacional da mulher à americana Nina Sankovitch, atualmente com 51 anos.

Para quem não sabe, Nina é uma escritora famosa por sua história singular com a leitura. Após perder sua irmã mais velha para o câncer, Nina percebeu que precisaria de terapia para superar sua perda, e decidiu que seria através dos livros que ela encontraria seu caminho no mundo. Foi aí que surgiu a ideia de ler um livro por dia, durante um ano. E tem mais! Cada livro seria resenhado e publicado diariamente em um blog criado para que ela pudesse compartilhar com os demais suas experiências de leitura. Na época, Nina já era casada e tinha quatro filhos.

Sua maratona de leitura iniciou em 28 de outubro de 2008, em seu 46º aniversário (mesma idade em que sua irmã morreu, há praticamente três anos dessa data). Parte dessa história encontra-se no livro ''O Ano de Leitura Mágica'' (minha leitura atual, inclusive). Nele, ela é narradora, personagem e autora. Um história que nos mostra um exemplo verossimilhante de como é possível mudarmos nossas prioridades em prol de algo que desejamos conquistar (frisando, claro, que ela teve total apoio da família para desenvolver esse projeto de leitura); um exemplo de que é possível conciliarmos nossas atividades (neste caso, Nina tinha que lidar com os filhos, com o marido, com o fato de ser dona de casa, e ainda ter tempo para dedicar-se a intensiva leitura); um exemplo de que tudo na vida requer que algumas coisas sejam abdicadas, ao mesmo tempo em que devemos crer que para tudo existe um propósito. 

Nossa personagem precisou abandonar velhas distrações, passou a ver menos as amigas e demais conhecidos, e abandonou antigos hobbies para poder ler mais durante um ano inteiro. Sua história me chamou tanto a atenção, que eu não pude deixar de prestar essa homenagem simples, de modo que meu desejo é que outros se inspirem na história dela para realizem seus desejos e metas pessoais.

Quem quiser saber mais sobre a Nina (sua história com a leitura, a perda da irmã, sua trajetória literária e demais curiosidades), fica a indicação do livro (mais comentários a respeito em breve!), ou então acesse o blog da autora. Ah, ela também tá no twitter! Links abaixo:


Um feliz dia internacional da mulher a todas vocês!!! Que este dia promova, acima de tudo, uma reflexão justa sobre o papel da mulher na sociedade, suas lutas e conquistas. E que venham mais batalhas! Até mais!

7 Comentários

  1. Belíssima homenagem, Fran! Um simples mas valioso exemplo de que devemos perseverar para alcançar nossas metas. Adorei o post. E Feliz Dia da Mulher! :D

    Abraço!
    http://constantesevariaveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. É uma autora que já havia ouvido falar mas nem de longe conhecia a história de vida e pelo descrito, de fato é merecida a referencia e admiração. Parabéns pelo seu dia, Fran!

    ResponderExcluir
  3. Oi Fran, não conhecia a autora não, vou dar uma pesquisada no livro que você está lendo. Vou querer ver a resenha dele hahaha.
    Feliz dia das mulheres para você!

    Bjs
    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, Fran. Muito interessante esse post, e muito inspirador também. Mais uma prova da literatura como "remédio". Espero ansiosamente a resenha do livro dela!

    ResponderExcluir
  5. Ei Fran!
    Não conhecia a autora, nem seu livro, mas já a admiro por essa história de vida marcante. Com certeza um exemplo ótimo para se falar no Dia da Mulher. Parabéns pelo post!

    Beijos
    aritmeticadasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Fran que post lindo. Acredita que tenho esse livro a tempos, mas ainda não li!!!??? Minha mãe até pegou emprestado, leu e gostou. Agora com seu incentivo fiquei mais curiosa para ler e compreender essa história de vida.
    Feliz dia da mulher para vc também queridona!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  7. Acho essa história linda e inspiradora! Comecei a ler o livro, mas não terminei... Preciso retomar a leitura já!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir

Boas sugestões e opiniões construtivas são sempre bem-vindas. Obrigada por sua visita!